seja bem vindo ao portal folha de piraju

Circulação: Cidades e Regiões das Comarcas de Piraju, Santa Cruz do Rio Pardo, Ipaussu e Avaré

Endereço: Rua Carlos de Campos 177 - Piraju/SP - CEP 18800-000

notícias

Voltar

PREFEITO DE PIRAJU CONFIRMA : NÃO HAVERÁ CARNAVAL DE RUA EM 2022

Postado à, 14 dias atrás | 2 minutos de leitura

PREFEITO DE PIRAJU CONFIRMA : NÃO HAVERÁ CARNAVAL DE RUA EM 2022
O prefeito da Estância Turística de Piraju, José Maria Costa assinará um decreto nos próximos dias cancelando o Carnaval de Rua de Piraju, para o ano de 2022. 
A ideia proposta pelo Comitê Piraju Contra o Covid, na reunião da quinta- feira (18) contou com o apoio do prefeito Zé Maria, e ganhou força nos últimos dias com o aumento repentino dos casos na Estância de Piraju. A cidade que passou quase uma semana sem nenhum caso confirmado, voltou a ver os números subirem logo após o feriado de Finados.
 
Outra ação importante tomada pela administração municipal, diz respeito a um ofício aos consórcios de municípios UMMES E AMVAPA solicitando que seja estabelecido entre todos os municípios que compõem as associações que não realizem eventos carnavalescos, visando uniformizar as ações de prevenção em todos os municípios da região.  Piraju teve 85 óbitos pela doença, além de pirajuenses que faleceram em decorrência da COVID 19 e moravam fora da cidade.
 
A informação foi passada pelo diretor administrativo Paulo Sara, em uma entrevista esta semana na sede da Prefeitura, logo depois que o prefeito tomou a decisão. O Bloco “Os Campia/ Piraju Folia” também cancelou o tradicional carnaval do bloco por acreditarem que ainda estamos na pandemia e não há segurança para aglomerações, embora muitos eventos estejam liberados. 
O prefeito José Maria  e Paulo Sara reforçaram a necessidade de serem mantidos os protocolos de não fazer aglomerações, distanciamento, máscaras e álcool gel.
Enquanto isso Piraju anunciou que a dose de reforço da vacina está liberada para todos a partir dos 18 anos e os que tomaram marcas que exigiam um intervalo de 6 meses para a dose de reforço poderão se vacinar com apenas 5 meses de intervalo, caso da AstraZeneca e Pfizer.