seja bem vindo ao portal folha de piraju

Circulação: Cidades e Regiões das Comarcas de Piraju, Santa Cruz do Rio Pardo, Ipaussu e Avaré

Endereço: Rua Carlos de Campos 177 - Piraju/SP - CEP 18800-000

notícias

Voltar

Hoje tem Márcio Aurélio em pré-estreia de espetáculo às 19h30 no Centro de Convenções

Postado à, 21 dias atrás | 5 minutos de leitura

Hoje tem Márcio Aurélio em pré-estreia de espetáculo às 19h30 no Centro de Convenções
Quando: dia 13 de novembro, sábado, às 19h30
Onde: Centro de Convenções ‘Dr. Richardson Louzada’
Quanto: entrada gratuita, com reserva de poltrona antecipadapelo fone/whats 3305-9048 
Apoiada pela Lei Aldir Blanc, a Cia. Razões Inversas traz a peça Enoch Arden, um dos mais bem construídos melodramas teatrais
 
A Cia. Razões Inversas e o Departamento de Cultura de Piraju anunciaram que Piraju terá o privilégio de receber o espetáculo teatral, em sua pré-estreia no Centro de Convenções ‘Dr. Richardson Louzada’, dia 13/11, sábado.
O evento conta com o apoio da Secretaria da Cultura/Ministério do Turismo e do Governo de São Paulo, por meio da Lei Aldir Blanc.
A peça tem Paulo Marcello como ator-narrador e Diretor de Produção e Fernando Esteves, no piano. A preparação corporal leva a assinatura de Luciana Hoppe. O pirajuense Marcio Aurélio é responsável pelos cenários, figurinos e iluminação.
 
A peça
Escrito pelo britânico Alfred Tennyson, "Enoch Arden" é um melodrama para narrador e piano solo, composto por Richard Strauss em 1897, um ano depois de sua mais célebre partitura orquestral, o poema sinfônico "Assim Falava Zaratustra", baseado em Nietzsche.
O poema conta o triângulo amoroso entre o marinheiro Enoch Arden, sua mulher, Annie, e Philip Ray, um amigo de infância, com o qual ela se casa ao crer que o marido morreu em uma longa viagem. A história questiona o amor incondicional, a inevitabilidade do destino e a capacidade humana de mudança.
 
Márcio
Primo do diretor teatral, poeta, dentista e vereador Richardson Louzada, com quem participou em diversas peças teatrais em Piraju nos anos 60 e 70, Márcio Aurélio Pires de Almeida, 73, abraçou a carreira artística nos anos 70 na capital, contribuindo com a arte brasileira com uma vasta e valiosa obra desde então, que inclui dezenas de peças. É considerado um dos mais consagrados diretores teatrais brasileiros.
Márcio é Mestre em Artes e Doutor na área de Teatro, ex-professor da Unicamp, dirigiu muitos atores, como Fernanda Montenegro e Antonio Fagundes. Produziu ou participou na criação de cenários de dezenas de peças de teatro, especialmente com a Cia. Razões Inversas, tais como Agreste (2004), Os Lusíadas (2021, 2002), Pólvora e Poesia (2001, 204), Édipo Rei (2001), Tristão Isolda (2000), Babel (2000), Mephisto (1998, 2000), A Arte ea Comédia (1999), Carmen (1998), O Beijo (1995), Torquato Tasso (1995), Cruzada de Criancas (1994), Peça Coração (1993), Ricardo II (1993), Vestido de Noiva (1988), Hamletmachine (1983), Lua de Cetim (1980), Pássaro do Poente (1987) e Anatomia Frozen, sendo agraciado em diversas premiações, como pela Associação Paulista de Críticos, Prêmio Shell, Prêmio Especial de Divulgação do Teatro Brasileiro no Exterior, APCA-AICT - Associação Internacional de Críticos Teatrais; APETESP; LEI SARNEY; Mambembe, do Ministério da Educação e Cultura; Prêmio MOLIÈRE.
Várias de suas peças são baseadas em obras de Brecht, Shakespeare, Nelson Rodrigues e Richard Srauss, este último autor da peça Enoch Arden, já encenada em 2006 por Fernanda Montenegro e baseada em do poeta inglês Tennyson’s, com sua pré-estreia em Piraju.
 
Enoch Arden
Quando: dia 13 de novembro, sábado, às 19h30
Onde: Centro de Convenções ‘Dr. Richardson Louzada’
Quanto: entrada gratuita, com reserva de poltrona antecipada pelo fone/whats 3305-9048
Encenação: Marcio Aurelio 
Cenários, figurinos e iluminação: Marcio Aurelio 
Ator-narrador: Paulo Marcello 
Pianista: Fernando Esteves 
Preparação Corporal: Luciana Hoppe 
Direção de Produção: Paulo Marcello 
 
 
Márcio Aurélio presenteia região com peça teatral 
apoiada pela Lei Aldir Blanc