seja bem vindo ao portal folha de piraju

Circulação: Cidades e Regiões das Comarcas de Piraju, Santa Cruz do Rio Pardo, Ipaussu e Avaré

notícias

Voltar

Conheça 9 direitos garantidos às pessoas com Síndrome de Down

Postado à, 21 dias atrás | 6 minutos de leitura

Conheça 9 direitos garantidos às pessoas com Síndrome de Down
Sócia e advogada da LBS Advogadas e Advogados Franciele Carvalho chama a atenção para direitos poucos conhecidos pela sociedade que devem ser cumpridos e respeitados
 
No dia 21, foi comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. A data visa chamar a atenção para a necessidade de inclusão de pessoas com essa condição genética e fortalecer os direitos e políticas públicas destinadas a essa população. Estima-se que no Brasil ocorra 1 em cada 700 nascimentos, o que totaliza em torno de 270 mil pessoas com Síndrome de Down. No mundo, a incidência estimada é de 1 em 1 mil nascidos vivos.
 
A sócia e advogada da LBS Advogadas e Advogados Franciele Carvalho explica que a síndrome não é considerada uma doença e não há o que ser tratado. “É uma alteração genética produzida pela presença de um cromossomo a mais. Portanto, é condição e não doença. É contra o capacitismo e desligamento da população que é essencial lembrarmos de alguns direitos e políticas de inclusão das pessoas com Síndrome de Down na sociedade”, reforça a advogada que é integrante do Grupo de Trabalho Inclua .  
A advogada separa novos direitos e políticas públicas que são garantidos por lei e destinados a pessoas com a Síndrome. Confira:
 
Benefício de Prestação Continuada (BPC)
 
O Benefício de Prestação Continuada, conhecido como BPC, é uma garantia social importante, prevista no art. 203, inciso V, da Constituição Federal com objetivo de proteger pessoas com deficiência e idosos a partir de 65 anos que não sejam capazes de provar seu sustento, ainda que não tenham contribuição sidos do INSS e desde que a renda familiar seja inferior a ¼ ( 25%) do salário-mínimo, atualmente R$ 275,00.
 
Isenção no Imposto de Renda
De acordo com a Lei nº 7.713/88, todas as pessoas com Síndrome de Down são isentas do recolhimento do Imposto de Renda.
 
 
Acompanhantes de passageiros com Rota de Down têm direito a 80% de desconto nas passagens áreas
 
A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou o § 1º do art. 27 da Resolução ANAC nº 280, de 11 de julho de 2013, que prevê o acesso de pessoas com deficiência ao transporte aéreo. E para seu acompanhante está incluído desconto de pelo menos 80% da tarifa. “Para usufruir desse direito, o acompanhante deve verificar as regras de cada companhia aérea, que consistem na pessoa com mais de 18 anos e ter condições de prestação de assistência ao passageiro PcD. Em algumas situações pode ser exigido o laudo MEDIF (formulário de informações médicas)”, explica Franciele Carvalho, sócia e advogada da LBS Advogadas e Advogados e integrante do Grupo de Trabalho Inclua .  
 
 
É vedada a cobrança de valores adicionais para estudantes com Síndrome de Down
 
O § 1º do art. 28 da Lei nº 13.146/15 veda a cobrança de imposto de reserva, sobretaxa ou quaisquer valores adicionais para matrícula, renovação ou mensalidade de estudantes com Síndrome de Down.
 
Negar matrícula escolar é crime
 
Escola pública ou privada que negar matrícula de aluno em razão de sua deficiência comete crime punível com reclusão de 2 a 5 anos e multa, conforme o art. 8º da Lei nº 7.853/89.
 
Isenção na compra de carro e IPVA
 
As pessoas com deficiência mental, ainda que menores de 18 anos poderão adquirir automóvel com autorização do IPI, diretamente ou por meio de seu representante. O direito prevê alguns requisitos que devem ser coletados, segundo a Lei nº 8.989/95 atualmente prorrogada pela Lei nº 11.941/09.
 
Vagas reservadas em concurso público
 
A Lei nº 8.112/90 determina a ocupação de até 20% das vagas de concurso público para pessoas com deficiência. De acordo com o Decreto nº 3.298/99, o percentual mínimo de vagas é de 5%.
 
Cotas nas empresas privadas
 
A Lei de Cotas (art. 93 da Lei nº 8.213/91) é importante mecanismo de inclusão, pois prevê que empresas com mais de 100 funcionários tenham de 2% a 5% de suas cargas solicitadas por pessoas com deficiência.
 
 
Vagas reservadas nas universidades
A reserva de vagas em universidades públicas é obrigatória e deve ser de 5% para pessoas com deficiência, de acordo com a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência.