seja bem vindo ao portal folha de piraju

Circulação: Cidades e Regiões das Comarcas de Piraju, Santa Cruz do Rio Pardo, Ipaussu e Avaré

Endereço: Rua Carlos de Campos 177 - Piraju/SP - CEP 18800-000

notícias

Voltar

Procuradora Gabriela Samadello Monteiro de Barros estará em Piraju no show de tributo a Elis

Postado à, 133 dias atrás | 3 minutos de leitura

Procuradora Gabriela Samadello Monteiro de Barros estará em Piraju no show de  tributo a Elis
Procuradora Gabriela Samadello Monteiro de Barros estará em Piraju
Nesta quinta-feira dia 28/07, Dra. Gabriela fará abertura do show ‘Fascinação: um tributo à Elis Regina’
 
A procuradora da prefeitura de Registro (SP), Gabriela Samadello Monteiro de Barros, aceitou convite dos Departamentos de Ação Social e Cultura da Prefeitura de Piraju e fará a abertura do evento musical no Centro de Convenções “Dr. Richardson Louzada, nesta quinta, 28/07, às 19h30.
Há cerca de um mês, Dra. Gabriela foi vítima de agressões praticadas pelo também procurador daquele município, Demétrius de Macedo. Imagens que circularam pela internet mostram Gabriela sofrendo golpes de chutes e pontapés do agressor, que foi preso dias depois.
O ato será uma manifestação de apoio da Prefeitura e da cidade de Piraju à procuradora-geral, vítima de extrema violência. Também será uma oportunidade de alertar sobre os crimes contra mulheres e crianças, divulgando como a vítima pode denunciar
 
Com agir em caso de violência
É importante destacar que violência física não é só bater. Outras ações do agressor também são consideradas violência: empurrar, atirar objetos, sacudir, esbofetear, chutar violentamente, torcer os braços, queimar, perfurar, mutilar, torturar, usar arma branca ou de fogo. Além disso, violência sexual não é só um estupro cometido por um desconhecido, ela pode sim acontecer entre pessoas que se relacionam amorosamente, inclusive casadas. Não querer fazer algo é para qualquer situação ou estado civil. Além disso tudo, ainda a violência psicológica, nas diversas formas de assédio não-físico, também é crime.
Além do próprio 190 (Polícia Militar), a mulher pode denunciar a agressão e solicitar informações sobre o seu caso através do 180, que é o canal específico para isso. Pode procurar a Delegacia Civil local e, a depender do ocorrido, a vítima pode solicitar através de um advogado as indenizações por danos morais, estéticos e/ou funcionais.
 
Foto:
Em ato de apoio, a procuradora-geral do Estado, Inês dos Santos Coimbra e o governador de SP recebem a pirajuense, Dra. Gabriela na ocasião do que houve com ela em Registro.