seja bem vindo ao portal folha de piraju

Circulação: Cidades e Regiões das Comarcas de Piraju, Santa Cruz do Rio Pardo, Ipaussu e Avaré

Endereço: Rua Carlos de Campos 177 - Piraju/SP - CEP 18800-000

blog

Voltar “Nossa Senhora do Bom Caminho” por Pe. Luiz A. Pereira

21/OUT - 21
OUT
“Nossa Senhora do Bom Caminho” por Pe. Luiz A. Pereira

Na estrada que antigamente levava a Bari, sul da Itália, nas proximidades de Altamura, a população edificou um nicho onde foi colocada uma imagem de Nossa Senhora. Ela era para quem viajava um sinal de proteção, sobretudo onde a estrada se tornava mais isolada e muito insidiosa devido aos ladrões.
No ano de 1747 o pároco, Giambattista Nicolai, construiu uma capela, onde os fiéis pudessem participar rendendo à Beata Virgem Maria do Bom Caminho o devido culto. Em 1844 o padre Tommaso Carlucci, construiu uma capela maior ao lado daquela existente, abrindo uma porta na lateral e também uma abertura, por onde os fiéis podiam ver a imagem de Nossa Senhora na parede da antiga capela e invocá-la. No ano de 1950, na ocasião do Ano Santo, a igreja foi elevada à dignidade de Santuário. Em 1995 os Oblatas Filhos do Divino Amor assumem o Santuário, no lugar os padres Barnabitas.
Mesmo sendo a imagem de Nossa Senhora do Bom Caminho objeto de culto no Santuário, nasceu também a necessidade de a levar em procissão. A estátua era colocada sobre um carro e puxado com pesadas cordas pelos homens. Atualmente é puxado por bois. A princípio a procissão acontecia no âmbito da capela, e só mais tarde é que tomou o rumo da cidade, assumindo uma data fixa, ou seja, na parte da tarde do domingo após o dia 15 de agosto, para celebrar a festa no segundo sábado do mês de setembro. Neste sábado, portanto, se celebra a festa que é precedida por uma novena, com a participação do povo. No dia seguinte, domingo, a imagem é levada de volta ao Santuário.
A imagem atual da Virgem é em lenha, a qual substituiu a primeira que se deteriorou com o tempo. No dia 15 de setembro de 1954, a imagem de Nossa Senhora e o Menino foram coroados, com coroas de ouro abençoadas pelo Papa Pio XII.
Ao invés, a devoção do povo de Iglesias, Sardenha, a Nossa Senhora do Bom Caminho, afunda as suas raízes na Idade Média, porém, as notícias que temos são dos arquivos do ano de 1735.
Na primavera daquele ano uma nuvem de gafanhotos cobriu a região destruindo as colheitas e as pastagens. O povo da cidade de Iglesias, atingida por uma terrível carestia, ao perceber que era impotente diante deste flagelo, recorre à Virgem do Bom Caminho já invocada em epidemias e pestes no passado. Organizam uma procissão de peregrinação ao “Bom Caminho”, levando o simulacro de Nossa Senhora colina acima, onde se prostram, invocam a bênção e pedem a graça de serem libertados daquele flagelo. Como se obedecessem a uma ordem, de improviso os insetos abandonam a região.
Como memória deste evento foi construída uma capelinha em honra de Nossa Senhora que, no ano de 1777, foi destruída por um incêndio e logo depois reconstruída. Nesta época tem início a tradicional festa de outubro, no quarto domingo, em honra a Nossa Senhor do Bom Caminho.
Madonna del Buoncammino! Prega per noi!